Buscar
  • Cristina Carvalho Tomasi

O OLHAR DO ENSINO EAD SOBRE A PERSPECTIVA DO ALUNO


Autora: Neise Aparecida do Nascimento Graduada em Ciências Contábeis - Especialização em Docência do Ensino Superior e em Finanças,Controladoria e Auditoria


O conceito de curso e de aula também muda no curso EAD para o aluno. Hoje se entende por aula um espaço e tempo inatos. Esse tempo e espaço cada vez serão mais flexíveis. O professor continua “dando aula” quando está disponível para receber e responder mensagens dos alunos. Há uma possibilidade cada vez mais acentuada de estarmos todos presentes em muitos tempos e espaços diferentes, quando tanto professores quanto os alunos estão motivados e entendem a aula como pesquisa e intercâmbio, supervisionados, animados, incentivados pelo professor. Mas diante destas perspectivas otimistas, há também um fator crucial neste equilíbrio entre o presencial e virtual, que são alunos interessados em buscar um tempo para estas facilidades que as novas tecnologias oferecem, de se ocuparem em seu tempo com a pesquisa on-line, pois preferem fazer seus trabalhos utilizando esse meio tecnológico de aprendizagem. Desta forma Muitos estão oportunizando o processo de ensino e aprendizagem a engajarem em um novo conhecimento que tende a crescer cada vez mais, e o que outrora era tido como moderno, hoje é indispensável ao meio globalizado. O mundo tecnológico muda em uma velocidade impressionante, as informações mudam a cada minuto ou segundo, tudo o que acontece no mundo ficamos sabendo em tempo real, mas, aqueles alunos que se acomodam ficam a mercê do tempo que passa e aquela informação já não servirá mais. Diante de tal abordagem o aluno EAD deve ser detentor do seu próprio saber buscando seu conhecimento diariamente seja por meio tecnológico ou por meio de artigos e revistas e periódicos. Para saber quem é o aluno da educação a distância é necessário analisar algumas características que lhes são peculiares. 7 Segundo Belloni (2006): As características fundamentais da sociedade contemporânea que mais têm impacto na educação são, pois, maior complexidade, mais tecnologia, compressão das relações de espaço e tempo. Trabalho mais responsabilizado, mais precário, com maior mobilidade, exigindo um trabalhador multi competente, multi qualificado, capaz de gerir situações de grupo, de se adaptar a situações novas, sempre pronto a aprender. Em suma, um trabalhador mais informado e autônomo.

0 visualização

Educação, Diversidade e Novas Tecnologias